terça-feira, 30 de agosto de 2016

New York - Estátua da Liberdade




Fomos visitar a Estátua da Liberdade logo no dia seguinte à nossa chegada a Nova York. Como já falei anteriormente para irmos até à ilha apanha-se um ferrie em Battery Park. Tínhamos comprado ainda em Lisboa, os bilhetes via Net e foi excelente,  assim não tivemos de estar na fila para entrar no barco, pois tínhamos acesso prioritário.





A vista quando o barco saí do Whitehall Terminal é magnífica.




Gradualmente fomo-nos aproximando da Ilha da Liberdade.




A Estátua foi oferecida pela França, como um gesto de amizade para comemorar o centenário da assinatura da Declaração da Independência dos Estados Unidos. Foi inaugurada em 28 de outubro de 1886.






Foi projetada e construída pelo escultor alsaciano Frédéric Auguste Bartholdi (1834-1904), que se baseou no Colosso de Rodes para edificá-la. Para a construção da estrutura metálica interna da estátua, Bartholdi contou com a assistência do engenheiro francês Gustave Eiffel, o mesmo engenheiro da Torre Eiffel.




Uns a chegar e outros a partir. O ferrir parte de Battery Park, vai à Ilha da liberdade, segue depois para a Ellis Island onde se encontra o Museu da Imigração e volta novamente a Battery Park. O barco faz esse trajeto mais ou menos de 30 em 30 minutos e podemos ficar na ilha o tempo que desejarmos.






O nosso primeiro "contato" com este belo e icónico monumento  que simboliza, a liberdade política e democrática. Não é permitido levar mochilas para o interior do monumento, mas há cacifos que se podem alugar para deixar os nossos pertences. A segurança para entrar no barco e na estátua é quase semelhante à existente nos aeroportos.




A Estátua da Liberdade, (nome oficial: A Liberdade Iluminando o Mundo) tem uma altura total 92,9 m, sendo que 46,9 m correspondem à altura da base e 46 m à altura da estátua propriamente dita. O conjunto pesa um total de 24.635 toneladas. Foi construída em França e ficou pronta em 1884, sendo então desmontada e enviada para os Estados Unidos em navios, para ser remontada no seu lugar definitivo. A construção do pedestal que serve como base do monumento ficou a cargo dos norte-americanos.




No salão principal está exposta a tocha original.




Nos só conseguimos bilhetes para o pedestal, para poder  subir até à coroa os bilhetes têm de ser reservados com quase 3 meses de antecedência, quando fomos reservar para o dia que pretendíamos eles já estavam esgotados. A vista que se pode desfrutar do pedestal é absolutamente um espetáculo.










Estava na hora de regressar e seguir para a nossa próxima visita.





Fotos: Família Rodrigues ( António, Pedro e Maria )
Texto explicativo: Wikipedia

Próximo post: Ellis Island


Pensamentos Noturnos - Poema de Johann Goethe




Lastimo-vos, ó estrelas infelizes,
Que sois belas e brilhais tão radiosas,
Guiando de bom grado o marinheiro aflito,
Sem recompensa dos deuses ou dos homens:
Pois não amais, nunca conhecestes o amor!
Continuamente horas eternas levam
As vossas rondas pelo vasto céu.
Que viagem levastes já a cabo!,
Enquanto eu, entre os braços da amada,
De vós me esqueço e da meia-noite.


Johann Wolfgang von Goethe, em "Canções"
Tradução de Paulo Quintela





segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Ainda que Mal - Carlos Drummond de Andrade





Ainda que mal pergunte,
ainda que mal respondas;
ainda que mal te entenda,
ainda que mal repitas;
ainda que mal insista,
ainda que mal desculpes;
ainda que mal me exprima,
ainda que mal me julgues;
ainda que mal me mostre,
ainda que mal me vejas;
ainda que mal te encare,
ainda que mal te furtes;
ainda que mal te siga,
ainda que mal te voltes;
ainda que mal te ame,
ainda que mal o saibas;
ainda que mal te agarre,
ainda que mal te mates;
ainda assim te pergunto
e me queimando em teu seio,
me salvo e me dano: amor.


Carlos Drummond de Andrade



domingo, 28 de agosto de 2016

Viburnum tinus - Folhados




A Viburnum tinus é nativa das regiões do Mediterrâneo. Pertence à família Adoxaceae e é conhecida também pelos nomes comuns de folhado, Laurotino, Milfolhado ou folhado-comum.





É um arbusto chegando raramente ao porte de uma pequena árvore . Tem copa arredondada, folhas perenes que podem persistir de 2 a três anos com bordas inteiras. As inflorescências formam uma densa cimeira com 5 a 10 cm de diâmetro, com numerosas flores cerosas, de cor branca e com os pequenos botões em tons rosa.






Devem ser cultivadas com exposição solar direta, em solo fértil e bem drenável. Pode ser cultivado isolado ou pequenos grupos ou em conjunto com outras espécies de plantas.






Por ser um arbusto sempreverde que floresce no inverno, é largamente utilizado no paisagismo, sendo cultivado extensivamente na Europa ocidental e norte da América do Norte.





Texto explicativo: wikipedia
Fotos:Pessoais

sábado, 27 de agosto de 2016

New York - Battery Park e Clinton Castle




No primeiro dia da nossa estadia em Nova York, fomos logo visitar a Estátua da Liberdade. Para se ir até à ilha onde se encontra, tem de se apanhar um barco que parte da zona sul da Manhattan, junto a Battery Park. Hoje vou mostrar este lindo Parque e o Clinton Castle, que também fica aqui localizado.






Almoçamos no parque de frente para o Rio Hudson. Como nós, haviam imensas pessoas a almoçar por ali. Lá ao fundo conseguíamos ver a Ilha da Liberdade onde se encontra a Estátua da Liberdade e ao lado a ilha Ellis.






Rodeado de edifícios bem altos, o Parque é um local excelente para descansar e passear no meio da natureza, fugindo assim ao cimento e vidro da cidade.








Ali se encontra o Memorial aos militares norte-americanos que morreram nas águas costeiras do Oceano Atlântico ocidental, durante a Segunda Guerra Mundial. 






Uma área com uma série de repuxos de água que íam subindo e descendo, fazia a alegria de várias crianças e de alguns adultos que ali se refrescavam.






Ambos voam,  mas um decidiu descansar ...





Na parte norte do parque, junto ao castelo, está um monumento em homenagem às vítimas do dia de 11 de Setembro, "The Sphere". Esta esfera pesa mais de 22 toneladas e é feita em bronze. É uma obra do escultor alemão Fritz Koenig. A escultura estava anteriormente no meio da Austin J. Tobin Plaza, a área entre as torres do World Trade Center. Foi recuperada dos escombros das Torres Gémeas após os ataques de 11 de setembro, tendo sido desmantelada em componentes. Foi depois reconstruida e colocada neste parque. Embora tenha permanecido estruturalmente intacta, são visíveis os danos causados.





O Clinton Castle foi construído como um forte pouco antes da guerra de 1812. Tornou-se propriedade da cidade depois da guerra e foi renomeado Castelo Clinton, em homenagem ao governador da altura DeWitt Clinton. Foi a primeira estação de triagem de imigrantes da cidade de Nova Iorque.





Escultura "The Immigrants" de autoria de Luis Sanguino





O Clinton Castle foi  considerado Monumento Nacional em 1946. Tem uma pequena exposição e, ocasionalmente, são lá dados concertos.








Dentro do largo do castelo, encontra-se o escritório de venda de bilhetes para os ferries que vão até à Estátua da Liberdade e à ilha Ellis. Graças a Deus que tínhamos comprado antecipadamente pela Net, pois a fila para entrar no ferrie, era bem grandinha para os turistas que tinham bilhetes comprados ali, por isso, sem marcação prévia.




Próximo post sobre Nova York: Estátua da Liberdade